Viagem: como foi viver em Portugal?

terça-feira, 7 de maio de 2019


Oi, gente! Ando longe do blog por motivos de muitos motivos (rs), como trabalhos, por exemplo, e tenho sentido falta de escrever por aqui minhas ideias, dicas de experiências vividas, novidades, descobertas nas minhas andanças… Como passei o mês de abril todinho em Portugal e foi incrível, achei válido falar um pouco aqui sobre a viagem onde turistei, mas também trabalhei, já que a ideia era viver a rotina diária em um país diferente.

Confesso que nos primeiros dias, me deu uma vontade louca de voltar pra casa. Uma saudade dos meus gatos, das pessoas queridas que deixei, do clima então, nem se fala! Nunca senti tanto frio em plena primavera!

Mas, como tudo na vida é adaptação, logo tudo se ajeitou e eu já me sentia parte daquela rotina, daquelas ruas, de cada linha de metrô… Já até falava algumas palavras na língua portuguesa de Portugal, que parece ser igual à nossa, mas é bem diferente. Apesar disso, a gente se entende e se faz entender, pois somos primos, irmãos ou quase isso, né?

Poder conviver com outras culturas (não só a portuguesa) e conhecer lugares jamais imaginados é sensacional! Claro, temos que estar abertos a essas oportunidades, caso contrário, nada vai ser diferente. Foi uma das coisas que aprendi em todas as minhas viagens sozinha: se você não move, a viagem não acontece. Para e pensa nisso…

Já tinha visitado Portugal em 2017, de férias por uma semana lá. Conheci muita coisa em Lisboa, a praia de Carcavelos e Sintra. Dessa vez, hospedada em Lisboa novamente, fui passear na famosa Cascais, que fica a 45 minutos de trem da capital, e é considerada a Riviera Portuguesa e vários outros pontos turíticos (e outros nada turísticos) na capital.

Ir como turista é bem diferente de quando vamos para viver o dia a dia do lugar, como fiz nesse mês inteiro que fiquei por lá. Estar inserido no contexto como “morador” te faz ter outra visão e assim, é mais fácil pesar prós e contras de estar ali.

Eu me apaixonei por Portugal desde a primeira vez que estive lá e essa viagem de agora foi mesmo para sentir como seria mudar do Brasil e viver em outras terras. Conclusão: ainda em confusão mental! Qualquer grande mudança envolve um bom planejamento e desde que voltei, é só nisso que penso.

Se vou ou se fico, isso é pauta para outro post. Mas, me digam, querem dicas sobre Portugal? Deixa aqui nos comentários que vou preparar posts especiais sobre as dúvidas que surgirem.

E, por favor, se tiverem a oportunidade, façam uma viagem assim! É libertador e ao mesmo tempo assustador estar consigo mesmo em um lugar novo, vivendo outra cultura, se conhecendo a fundo e descobrindo mistérios antes jamais imaginados sobre si e sobre os outros.

Beijos e até a próxima aventura!

Texto e imagens: Luciana Caram


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *